Com décadas de histórias, a linha do tempo da Marvel é uma das mais detalhadas dos quadrinhos. De tempos em tempos, certas histórias aparecem para mudar o rumo da editora.

As duas últimas décadas, em particular, revolucionaram a Marvel, tanto na criação de novos eventos quanto na mudança de como percebemos eventos mais antigos. Muitas vezes, essa revolução nem é percebida.

Aqui estão dez histórias modernas que mudaram a Marvel para sempre, de uma maneira ou de outra.


Dinastia M – 2005

Dinastia M acabou com os superpoderes de inúmeros personagens. Basicamente, grande parte dos mutantes foi eliminada.

Ao ser levada em um ponto de ruptura em uma discussão com o pai, Feiticeira Escarlate altera completamente o universo, removendo os poderes de cada mudante. Embora isto tenha sido alterado mais tarde, permaneceu como um elemento concreto da Marvel por alguns anos.

Homem-Aranha: Mais um Dia – 2007/2008

Homem-Aranha: Mais um Dia recontou inúmeros anos da história do super-herói. Quando o editor-chefe da Marvel, Joe Quesada, decidiu acabar com o casamento entre Peter Parker e Mary Jane, causou um grande alvoroço entre os fãs.

Homem-Aranha: Mais um Dia serve para mostrar que mudanças nem sempre são necessárias ou mesmo boas. Foi bem questionável.

Invasão Secreta – 2008/2009

Quando se trata de reviravoltas surpreendentes na Marvel, Invasão Secreta é um destaque. Com um enredo baseado em revelar que muitos dos super-heróis foram trocados por impostores da raça Skrull, esta série criou uma revolta em massa na história da Marvel.

Muitos fãs ficaram bravos porque Invasão Secreta destruiu retroativamente partes dos passados de muitos personagens. No entanto, valeu pela grande surpresa – sem igual na editora.

Superior Homem-Aranha – 2013/2014

Nesta série, o Doctor Octopus, moribundo, consegue trocar de corpo com o Homem-Aranha, “roubando” a vida do super-herói. Foi uma mudança controversa por um bom tempo, mas depois os fãs da Marvel se acostumaram com a ideia.

Embora Peter eventualmente tenha retornado ao seu corpo, Superior Homem-Aranha mostrou um lado do Doctor Octopus que ninguém conhecia. Porém, ao mesmo tempo, não redimiu totalmente o vilão.

Guerras Secretas – 2015/2016

Guerras Secretas mudou o Universo Marvel de maneira nunca antes imaginada. Aqui, o multiverso foi essencialmente dilacerado, criando um novo conjunto de universos.

A série resgatou o Doutor Destino, grande vilão do Quarteto Fantástico, e abriu caminho para uma grande mudança de personagem. Há quem diga que sua caracterização mudou para a melhor.

Império Secreto – 2017

Poucas histórias da Marvel foram mais controversas que Império Secreto, mostrando o Capitão América trabalhando para os nazistas da Hydra. Naturalmente, a ideia não foi muito bem recebida.

A série reconstruiu Steve Rogers como um agente que trabalhou secretamente para a Hydra o tempo todo, mas mais tarde esse conceito naturalmente foi esclarecido e reescrito. Mais tarde, o Capitão América tradicional retornou.

Morte dos Inumanos – 2018

Os Inumanos sempre foram meio que odiados na Marvel. Os fãs sentiam que, essencialmente, eles só eram usados para substituir os icônicos X-Men.

Quando a Marvel recuperou os direitos dos mutantes, eles perceberam o erro que haviam cometido e decidiram concertá-lo de modo brutal, com Morte dos Inumanos. A história mostra a maioria do grupo sendo destruído, com o líder, Raio Negro, perdendo seus poderes.

Falta muito para os fãs gostarem dos Inumanos, mas parece ter sido um passo na direção correta. É importante lembrar: nunca substitua os X-Men.

Venom (Volume 4) – 2018/Presente

O escritor Donny Cates conseguiu o impossível com o quarto volume de Venom: transformar a tradição que cerca os simbiontes em algo completamente novo e fascinante. Em primeiro lugar, Cates mudou totalmente a maneira como percebemos os simbiontes ao criar Knull, um deus das trevas que criou esses alienígenas.

A trama estabeleceu que os simbiontes não são exatamente maus, mas foram ensinados a serem violentos por um líder cruel e tirânico. Knull basicamente planeja usar esses seres como seu exército particular.

Imortal Hulk – 2018/Presente

Imortal Hulk trouxe algo que o Hulk precisou por vários anos: histórias aterrorizantes e sombrias, mas espirituosas e emocionais. Bruce Banner morreu na Segunda Guerra Civil, mas esta série conseguiu trazê-lo de volta de maneira emocionante e com sentido.

Imortal Hulk é uma das séries mais emocionantes e imprevisíveis da história da Marvel. Daí o porquê de ser um dos maiores sucessos de vendas dos Estados Unidos na atualidade.

Dinastia X e Poderes de X – 2019

Casa de X e Poderes de X reescreve completamente a história dos mutantes e dos X-Men de praticamente todas as maneiras possíveis. É o ápice do desenvolvimento moderno na Marvel.

A série estabelece que Moira MacTaggert também é uma mutante – e que teve dez vidas diferentes, literalmente reiniciando o universo toda vez que morre e retorna. Com o conhecimento desses poderes, Moira começa a influenciar a linha do tempo, convencendo o Professor Xavier e Magneto a criarem um lugar onde os mutantes possam viver sem medo.

Tudo isso culmina com os X-Men unindo forças com os vilões mutantes que costumavam enfrentar, se afastando da humanidade para viver na ilha de Krakoa. Lá eles constroem sua própria sociedade, governo e modo de vida.