Durante as 16 temporadas de Grey’s Anatomy, inúmeros coadjuvantes agitaram os corredores e salas de operação dos hospitais. Entre eles, figuras amadas pelo público e personagens detestados com unanimidade.

O site Screen Rant listou os personagens coadjuvantes mais insuportáveis de Grey’s Anatomy, que mesmo estando em poucos episódios da série, conseguiram irritar a maioria dos fãs.

Confira abaixo!


Denny Fantasma

Enquanto estava vivo, Denny foi um dos personagens mais queridos dos fãs de Grey’s Anatomy. Sua morte foi de partir o coração, mas permitiu ótimas cenas com Katherine Heigl. Quando Denny retornou como “fantasma”, grande parte do público ficou confusa com a bizarra maneira que a trama da série se desenvolvia.

Rebecca Pope/Ava

Em uma série que conseguiu fazer os fãs apoiarem uma relação entre médica e paciente (Izzie e Denny), a histórica de Alex e Ava foi bastante decepcionante. “Rebecca” foi introduzida na 3ª temporada de Grey’s Anatomy, como uma mulher desconhecida que foi parar no hospital após o acidente de trem. Alex cuidou dela por muito tempo, mas a química entre o “casal” era quase inexistente. As questões levantadas pela crise de identidade de Ava poderiam ter sido interessantes, mas a série preferiu focar mais no relacionamento da personagem com Alex.

Eliza Minnick

A Dra. Eliza Minnick foi uma das médicas mais odiadas de Grey’s Anatomy. A personagem foi introduzida como substituta para Webber no programa de cirurgias para os residentes. Com um apreço extremamente exagerado a regras e procedimentos, a personagem conseguiu irritar não apenas os residentes e estagiário, mas também o público da série.

Alana Cahill

Constance Zimmer deu um show no papel de Alana Cahill, a nova responsável pelo hospital após o grande processo judicial que quase fechou o estabelecimento. Os métodos da Dra. Cahill eram, no mínimo, extremos. O choque de ordem da personagem foi visto como excessivo por muita gente, e a Dra. Alana chegou a instalar câmeras no CCU.

Nancy Shepherd

De todas as irmãs de Derek, Nancy é a pior. Ela não trata os familiares com respeito, e foi caracterizada como rude, intolerante e crítica às decisões de Amelia e Derek. Ela humilhou Amelia na frente de Link e se negou a fazer uma doação que poderia ajudar o problema de Derek com suas mãos.

Reed Adamson

Reed foi introduzida na sexta temporada de Grey’s Anatomy, logo após a fusão dos hospitais. A personagem não fez nenhum esforço para ganhar a simpatia do público desde sua primeira aparição. A morte dela não fez nenhuma diferença para a trama da série, e a personagem não ganhou nenhuma trama própria em sua curta estadia em Grey’s Anatomy.

Penelope Blake

Por causa da incompetência de Penny, os fãs de Grey’s Anatomy perderam Derek. Além disso, ela foi a causa da saída de Callie do hospital. A personagem também foi uma das razões da extensa e desnecessária batalha de custódia envolvendo Callie e Arizona.

Gary Clark

Gary Clark foi um dos vilões mais odiados de Grey’s Anatomy. O personagem foi responsável pela morte de vários médicos, incluindo Reed e Charles Percy. Gary até conseguiu a simpatia dos fãs após a morte da esposa, mas sua revolta contra o hospital foi completamente impensada.

Harper Avery

O avô de Jackson é com certeza um dos personagens mais desagradáveis de Grey’s Anatomy. Além de seu temperamento irritante, o médico usava seu poder e influência para assediar mulheres no ambiente de trabalho. Mesmo sendo uma figura importante no campo da medicina, seu legado de ameaças e machismo continuou mesmo após sua morte.

Você viu que Charmed terá uma reunião do elenco de Grey’s Anatomy? Sabia que a série foi renovada para mais duas temporadas e bateu recordes? E que haverá um universo compartilhado com Station 19? O que poderia criar um problema de continuidade! Além disso, a atriz Ellen Pompeo revelou um ambiente tóxico nos bastidores. Para saber mais sobre séries, acesse o Observatório de Séries.

Grey’s Anatomy exibe sua 16ª temporada.