Se as pessoas não gostassem de saber coisas estranhas sobre os relacionamentos das pessoas famosas, os tabloides de fofocas teriam acabado literalmente há milênios.

Seja curiosidade inofensiva ou depravada, a vida privada das pessoas é fascinante para a maioria – o que também vale para nossos personagens favoritos das histórias em quadrinhos.

Aqui, mencionamos alguns detalhes dos casais mais estranhos e perturbadores dos quadrinhos da Marvel e da DC.


Talia Al Ghul e Batman

Filha do temível Ra’s Al Ghul, Talia Al Ghul meio que sempre teve uma queda pelo Batman, embora também o tenha confrontado fisicamente por muitos anos.

Talia também não era uma das melhores quando os dois estavam ativamente juntos, pois sua insistência em que Bruce se juntasse à organização maligna de seu pai envolvia tanto ignorar totalmente o que o herói significava, quanto o que ele iria querer.

Iminentemente, o relacionamento chegou ao fim, mas teve como fruto Damian Wayne, que se tornaria o novo Robin.

Emma Frost e Ciclope

Comprometido em arruinar o casamento entre Ciclope e Jean Grey, Grant Morrison incluiu na série Novos X-Men um momento infernal em que Jean Gray descobria que seu marido, Scott, estava tendo um caso psíquico com Emma Frost – que, só para piorar as coisas, estava na icônica roupa da Fênix Negra quando ela e Scott foram pegos.

Os dois tentam argumentar que esse caso era apenas telepático, mas o evento serviu para prejudicar irreparavelmente o casamento de Jean e Scott pelo resto da série.

Reed Richards e Susan Storm

Em um momento adequadamente infame, a cena de Senhor Fantástico batendo em sua esposa é um bom símbolo de seu relacionamento superficial.

Enquanto a bofetada fosse ironicamente uma ação quase justificável – Sue estava sob controle mental e precisava odiar Reed para fugir disso -, o fato é que havia uma série de outras maneiras de realizar isso em vez de imediatamente decidir dar um tapa em sua suposta amada esposa.

Arlequina e Coringa

O Coringa e Arlequina são praticamente o padrão pelo qual todos os outros relacionamentos perturbadores podem ser medidos.

O Coringa espancou, mutilou, depreciou e simplesmente tentou matar e arruinar a vida de Arlequina muitas vezes nos quadrinhos – e ainda assim os dois ainda são comumente colocados juntos como um relacionamento em várias mídias o tempo todo.

Magneto e Vampira

Enquanto – misericordiosamente – Vampira é adulta durante seu relacionamento com Magneto, isso não impede que o seu encontro seja totalmente estranho em vários níveis.

Em primeiro lugar, Magneto tem idade suficiente para ser seu avô, e em segundo lugar ele também a conhece desde a infância, e serviu como um dos mentores de Vampira desde a adolescência até a idade adulta.

Como alguém com um papel bastante paternal na vida de Anna Marie, parece uma atitude completamente moralmente corrupta.

Hank Pym e Janet Van Dyne

Há poucos momentos que arruinaram um personagem por tanto tempo quanto o Jaqueta Amarela – mais conhecido como Hank Pym – do que sua decisão de bater em sua esposa durante suas tentativas de consolá-lo sobre ser expulso dos Vingadores.

O evento recebeu ampla repercussão dos fãs, e acabou sendo um momento tão lembrado com o personagem que criou a série Irremediável Homem-Formiga. O ódio permaneceu por quase 30 anos até o Homem-Formiga ser adaptado pela Marvel nos cinemas.

Tarântula e Dick Grayson

Praticamente todas as histórias em quadrinhos da DC com Tarântula servem para provar que Tarântula não é uma heroína.

Para quem não está convencido, Asa Noturna #93 cobre o assassinato de Blockbuster por Tarântula, e seu subsequente ataque sexual de um Dick Grayson traumatizado. Enquanto Asa Noturna não a impede do assassinato, é apenas porque Arrasa-Quarteirão está literalmente naquele momento dizendo-lhe que ele nunca vai parar de matar seus entes queridos.

Percebendo que quebrou seu código moral, o Asa Noturna desmorona, correndo para o telhado enquanto está claramente tendo um ataque de pânico em grande escala. Tarântula não só não tenta sequer ajudá-lo, mas toma este momento para tentar fazer sexo com ele enquanto ele murmura desculpas e pedidos para ela não tocá-lo.

Slade e Terra

A relação indescritivelmente questionável de Slade com Terra tem sido objeto de muita controvérsia por algum tempo.

Embora canonicamente sempre tenha havido um elemento desagradável para as interações do casal, o escritor varia entre tornar isto explicitamente sexual, ou meramente um caso do vilão que chantageia a garota a trair os Titãs – então não há cenário aceitável de qualquer maneira.

Enquanto parecia por algum tempo que este relacionamento perturbador teria acabado, Exterminador #27 apresenta Terra passando pelo mesmo relacionamento que tinha antes com o homem, só que ela tem dezesseis anos, o que aparentemente faz tudo ficar bem, apesar de que o fato nos lembra vigorosamente todo o passado terrível que os dois têm.

Homem Púrpura e Melanie Killgrave

Quando as pessoas se lembram das terríveis maneiras que Zebidiah Killgrave – conhecido como o Homem Púrpura – usou seus poderes de controle mental para forçar as mulheres a estar com ele, geralmente o foco é na super-heroína Jessica Jones e suas lutas com ele.

Mas na verdade existe um relacionamento que é muito pior do que isso. Melanie Killgrave era a esposa do Homem Púrpura durante a maior parte de sua vida adulta, e durante todo esse tempo, ela estava em qualquer lugar perto do vilão, porque ele usou seus poderes para fazê-la se casar e amá-lo.

Não é apenas a quantidade de tempo que Melanie passou sob o seu controle que é aterrorizante, mas também a sua incapacidade de ter qualquer maneira de revidar. A coisa toda parece uma história de terror mais do que qualquer vislumbre de romance.

Hal Jordan e Arisia Rrab

Este é sem dúvidas o romance mais perturbador de todos os tempos. Não há bem como explicar por que Hal Jordan entrou em um relacionamento de longo prazo com Arisia Rrab, uma menina de treze anos de idade.

Quando Hal conhece Arisia, ela é sua “irmãzinha” – uma jovem membro dos Lanternas Verdes com uma paixão infantil pelo herói, que Hal naturalmente rejeita para ensiná-la sobre o tipo de limites que os adultos precisam ter com crianças.

Então Arisia consegue usar seu anel para “envelhecê-la”, e Hal perde literalmente toda e qualquer credibilidade e namora com ela. Porque, aparentemente, tudo o que importa é que Arisia parece adulta – o que ignora totalmente o fato de que ainda é o cérebro de uma garota de treze anos controlando tudo.

São coisas desse tipo que quase nos alegram que o universo DC tenha sido reformulado duas vezes desde então.