2019 foi um ano complicado para a Netflix. Embora a plataforma tenha lançado grandes sucessos e se estabelecido uma vez mais como líder no mercados dos streamings, grandes concorrentes surgiram e projetos aguardados acabaram falhando.

Investindo bilhões de dólares em conteúdo original, é claro que nem todas as produções alcançariam o sucesso de uma Stranger Things ou House of Cards.

Entre bombas financeiras, frustrações críticas e polêmicas com o público; confira abaixo os principais fracassos da Netflix em 2019!


Chambers

Mesmo com a presença de Uma Thurman, Chambers não conseguiu encontrar seu público. Cancelada após uma temporada, a série conta a história de uma garota que recebe um transplante de coração e passa a ser assombrada pelo espírito do doador. A produção foi uma aposta da Netflix em histórias sobrenaturais. O que funcionou em A Maldição da Residência Hill, no entanto, não impressionou em Chambers.

Io

Io é um filme de ficção científica protagonizado por Anthony Mackie (MCU) e Margaret Qualley (Fosse/Verdon), lançado em 2019. O longa conta a história de dois sobreviventes procurando um refúgio após a terra se tornar inabitável. O filme foi criticado principalmente pela maneira como lida com o desenvolvimento de sua trama e seu desfecho. Além de falhar com os críticos, o longa não impressionou o público e se tornou apenas mais um na infinidade do catálogo da plataforma.

The I-Land

The I-Land chegou na Netflix sem fazer muito alarde, e logo após sua estreia foi detonada por críticos. Considerada “a pior série do ano” por muitas publicações especializadas, a série enfrentou de cara comparações com Lost e outras produções mais bem recebidas. The I-Land estreou em setembro na Netflix, e contou a história de 10 pessoas que acordam em uma ilha misteriosa sem saber como foram parar lá. A série foi detonada por seu roteiro cheio de furos, atuações exageradas e trama previsível.

Point Blank

As principais críticas contra Point Blank afirmaram que o filme “poderia ter sido melhor”. Esse parece ser o consenso tanto de jornalistas especializados quanto do público. O filme de ação é protagonizado por Anthony Mackie, o Falcão do MCU, e acompanha a luta de um enfermeiro de um suspeito de homicídio pela vida em um cenário de gangues rivais e policiais corruptos. Para o que deveria ser um dos melhores filmes de ação da Netflix, a recepção de Point Blank foi morna.

Campo do Medo

Adaptações das obras de Stephen King estão na moda, e uma das piores foi produzida pela Netflix em 2019. Campo do Medo traz Patrick Wilson, de Invocação do Mal, como protagonista e segundo críticos e fãs “desperdiça uma história promissora de Stephen King”. O filme conta com uma direção fraquíssima, história tediosa e grandes furos no roteiro. Campo do Medo acompanha a história de dois irmãos que tentam resgatar um garotinho de um campo de grama alta, sem perceberem que algo sinistro espreita nas fileiras. Para piorar, o clímax do filme é completamente decepcionante e o final deixou muita gente frustrada.

Grite, Você Está Sendo Filmado

Grite, Você Está Sendo Filmado (Prank Encounters no original) encontrou controvérsia logo após seu primeiro anúncio de produção. A premissa da série da Netflix, que realizada pegadinhas em pessoas procurando emprego, foi vista por muitos como cruel e desnecessária. Com a estreia da série, a maioria dos detratores percebeu que a produção é mais boba e infantil do que perigosa ou cruel. Nem mesmo o charme e carisma de Gaten Matarazzo, o Dustin de Stranger Things, consegue sustentar a atmosfera forçada e fraca das pegadinhas. A série, no entanto, fez muito sucesso na Inglaterra, sendo uma das mais assistidas na época de seu lançamento.

Polar

Com aprovação de apenas 21% no Rotten Tomatoes, Polar não alcançou nem de longa o impacto desejado pela Netflix. Baseado em uma HQ e protagonizado por Mads Mikkelsen, o filme conta a história de um infame assassino profissional que passa a ser caçado por uma nova geração de matadores após se aposentar. O filme foi criticado também por sua violência excessiva e cartunesca, que nada acrescenta à trama.

Operação Fronteira

Operação Fronteira tinha tudo para dar certo. Protagonizado por Ben Affleck e com um elenco de astros como Oscar Isaac, Charlie Hunman e Pedro Pascal, o filme ganhou até lançamento em cinemas. A plataforma gastou cerca de 115 milhões de dólares no thriller. A recepção dos críticos foi morna, e o público também não demonstrou muito interesse. O fracasso comercial de Operação Fronteira fez o CEO Ted Sarandos mudar as diretrizes orçamentárias dos filmes da Netflix.

Você conhece o verdadeiro motivo pelo sucesso de Elite, La Casa de Papel e Vis a Vis? Você sabia que Stranger Things 3 está salvando a Netflix? E que o streaming não será o único com direitos sobre Seinfeld? Veja também porque Titãs é melhor na Netflix do que no DC Universe! A Netflix tem culpa? Entenda a polêmica de 13 Reasons Why! Saiba como a Netflix roubou toda a atenção da D23 Expo 2019 e quantos usuários do streaming compartilham suas senhas e entenda porque a Netflix pode começar a ter propagandas em breve no Observatório de Séries.