Todo ano traz grandes sucessos e fracassos de bilheteria, e 2019 não foi exceção para produções de Hollywood.

Aqui, listamos as maiores bombas nas bilheterias mundiais.

Confira abaixo.


14. O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio – US$258 milhões

A arrecadação de Destino Sombrio pode parecer até vantajosa olhando por seu saldo, mas levando em conta o custo da produção, o reboot vai fazer com que o estúdio perca dinheiro. O Exterminador do Futuro segue desvalorizado, uma pena, já que o sexto filme foi o melhor esforço da franquia em anos.

13. MIB: Homens de Preto – Internacional – US$253 milhões

É isso o que acontece quando você não tem Will Smith de volta em MIB. O reboot/derivado com Tessa Thompson e Chris Hemsworth comprovou que o público realmente não está mais interessado em MIB, e a Sony deve manter a franquia na geladeira por muitos anos. Aquela ideia com o crossover de Anjos da Lei parecia melhor.

12. X-Men: Fênix Negra – US$252 milhões

O último filme da franquia X-Men estava condenado desde o início, mas o resultado foi ainda pior. Fênix Negra trouxe a bilheteria mais fraca de toda a franquia, fechando com US$252 milhões em todo o mundo. Uma despedida amarga para os mutantes da Fox.

11. Projeto Gemini – US$172 milhões

Ainda bem que Will Smith encabeçou o remake live-action de Aladdin este ano, já que sua investida com Ang Lee e muita computação gráfica foi embaraçosa de ruim. Projeto Gemini tem apenas US$172 milhões no mundo todo até agora, bem pouco considerando o investimento do estúdio em HFR e tecnologia de ponta.

10. Vingança a Sangue Frio – US$72.9 milhões

Os filmes de ação estrelados por Liam Neeson nunca têm grandes pretensões, mas geralmente fazem um bom retorno. Porém, Vingança a Sangue-Frio foi condenado quando o ator fez as declarações polêmicas que o taxaram como racista no começo do ano, praticamente afundando o ótimo remake nas bilheterias.

9. Doutor Sono – US$69 milhões

Uma grande injustiça. Por mais que Doutor Sono seja um grande filme, o público realmente não quis saber de uma continuação para o clássico O Iluminado, de Stanley Kubrick. A longa duração também não ajudou, deixando o filme de Mike Flanagan abaixo de US$100 milhões mundialmente.

8. As Panteras – US$55 milhões

Nem mesmo a Sony botava muita confiança no reboot de As Panteras, que teve uma das estreias mais vergonhosas do ano ao abrir com meros US$8 milhões. Semanas depois, a situação do filme de Elizabeth Banks não melhorou, com o longa ficando abaixo dos US$100 milhões mundialmente. Não veremos as Panteras novamente tão cedo.

7. Hellboy – US$44 milhões

O fracasso do reboot de Hellboy é uma grande ironia. A Lionsgate apostou em uma versão mais casca grossa e violenta do anti-herói, a fim de garantir mais sucesso do que os dois filmes de Guillermo Del Toro. O resultado foi ainda pior, com apenas US$41 milhões no mundo todo. Vai demorar até que alguém aposte no Hellboy nos cinemas outra uma vez…

6. O Menino que Queria Ser Rei – US$32 milhões

Primeiro grande fracasso do ano, e é realmente uma pena. O Menino que Queria ser Rei é uma divertidíssima reinvenção do mito do Rei Arthur, mas rendeu apenas US$ 32,97 milhões no mundo todo, falhando em cobrir o já modesto orçamento de US$ 59 milhões.

5. UglyDolls – US$26 milhões

A animação UglyDolls foi produzida, sinceramente, como um pretexto para vender mais brinquedos da marca. O tiro saiu pela culatra, já que o filme de US$45 milhões rendeu apenas US$ 26.490 milhões em todo o mundo – tendo sido bem mediano com a crítica.

4. Rainhas do Crime – US$15 milhões

Um filme que simplesmente não existe. A adaptação dos quadrinhos da Vertigo veio e estreiou de forma quase despercebida, sem marketing ou apelo do estúdio. O tedioso drama criminal trouxe apenas US$15 milhões em todo o mundo.

3. Playmobil – US$13 milhões

A animação que fez história ao abrir com menos de US$1 milhão nos EUA se encontra entre os piores desempenhos financeiros do ano. Playmobil ainda está em cartaz nos cinemas, então pode ter um aumento no valor, mas sua carreira começou bem mal.

2. Calmaria – US$11 milhões

Uma das grandes vergonhas do ano. Não só pela trama ridícula e que foi massacrada pela crítica, mas também pelo chocante resultado nas bilheterias, que trouxe apenas US$ 11,4 milhões em todo o mundo. É gritante quando Matthew McConaughey e Anne Hathaway são seus protagonistas.

1. O Pintassilgo – US$9 milhões

E temos mais uma bomba na conta da Warner Bros. A criticada adaptação do premiado O Pintassilgo não foi capaz de trazer nem US$10 milhões em todo o mundo, algo que pegou feio para uma produção com elenco de calibre, pretensões para prêmios e um orçamento de US$45 milhões.