Para quem gosta de sentir medo, a Netflix é o lar de ótimos filmes de terror. Além de contar com grandes sucessos nas bilheterias, a plataforma também tem disponível um acervo de inúmeras produções independentes, bizarras e realmente assustadoras.

É claro que terror não é um gênero para todos, mas para os verdadeiros fãs de filmes sinistros e assustadores, a Netflix é um verdadeiro paraíso.

Confira abaixo os melhores filmes de terror disponíveis na Netflix!


Bird Box

Bird Box se tornou o filme mais visto da Netflix em questão de dias após seu lançamento em 2018, conquistando audiências do mundo todo e virando meme nas redes sociais. O longa é protagonizado por Sandra Bullock, e tem uma premissa parecida com a de Um Lugar Silencioso. Um mundo em que criaturas enlouquecem e destroem qualquer um que olhe para elas. O filme conseguiu o feito impressionante de segurar sua posição entre os mais vistos da plataforma por mais de um ano.

Creep e Creep 2

Produzido por Mark Duplass com um orçamento realmente pequeno, Creep é um ótimo exemplo dos filmes de terror “found footage”. O gênero alcançou seu primeiro sucesso com A Bruxa de Blair, e estabeleceu sua popularidade com a franquia Atividade Paranormal. Creep conta a história de um cinegrafista que aceita realizar uma gravação após contatar um anúncio. Quando ele encontra seu cliente, nada é o que parece, e o resultado é realmente bizarro. É difícil falar sobre a história do filme sem dar spoilers das grandes reviravoltas e surpresas da trama. Creep 2 também é excelente, e segue uma premissa parecida com o primeiro, desta vez focando em uma youtuber que procura documentar a vida de pessoas excêntricas em seu canal.

Apóstolo

Apóstolo é um filme longo, denso e pesado, porém uma ótima sugestão para fãs mais exigentes de terror. O longa conta a história de um homem tentando resgatar sua irmã de uma seita sinistra em uma ilha isolada. O filme é um dos mais sangrentos da Netflix, e conta com excelentes performances de Dan Stevens e Michael Sheen, além de rituais bizarros e personagens extremamente cruéis. A direção de arte também merece elogios, já que Apóstolo consegue transportar o espectador de maneira incrível para o início do século XX. Atenção! O filme não é para quem tem estômago fraco para cenas de violência!

Grave

Na época de sua exibição em cinemas franceses, Grave fez pessoas passarem mal e abandonarem sessões. Grave é uma reflexão violenta e impactante sobre o poder destrutivo e potencial para violência dos seres humanos. O filme conta a história de Justine, uma jovem tímida e vegetariana, obrigada a comer carne animal (crua) pela primeira vez em um trote de sua faculdade de veterinária. Após a experiência traumática, a protagonista passa por mudanças extremas em uma história de violência explícita e impactantes cenas sangrentas.

O Convite

Dirigido por Karyn Kusama, O Convite é outro filme de terror aclamado pela crítica especializada. O longa é um exemplo icônico do terror psicológico, e tem uma trama repleta de segredos e reviravoltas, onde nada é o que parece. O enredo de O Convite é bem simples: Após a trágica morte do filho, Will e Eden vivem momentos difíceis. A esposa abandona o marido e some sem deixar rastros. Anos depois, Will é surpreendido por um convite de um jantar organizado por Eden, já envolvida em outro relacionamento romântico. Chegando lá, o protagonista percebe que a ex-esposa e seu novo companheiro tem planos sinistros para a suposta noite de diversão.

Hush – A Morte Ouve

Apresentando uma perspectiva original no subestilo “terror de invasão”, Hush acompanha uma escritora surda-muda que é aterrorizada por um estranho mascarado em uma casa isolada. O longa é agoniante e consegue manter a tensão o tempo todo. Além disso, Hush subverte alguns dos clichês mais prevalentes do gênero ao usar com protagonista uma deficiente auditiva, o que permite que o público tenha empatia e torça pela segurança da personagem.

Corrente do Mal

Corrente do Mal (originalmente It Follows) foi um dos filmes de terror mais elogiados de 2014. O filme conta com uma premissa extremamente criativa e trouxe algo que na época foi considerado original e pioneiro. O longa acompanha a jovem Jay, que após transar com um paquera é informada que carrega dentro de si uma força maligna, transmissível apenas por atividades sexuais. Enquanto decide se passa adiante o pesadelo, a protagonista é perseguida por figuras sinistras que não são vistas por mais ninguém. A descrição pode até não parecer tão interessante, mas o filme com certeza merece ser visto.

The Babadook

Lançado em 2014, The Babadook surpreendeu fãs de terror do mundo inteiro. A produção australiana contou com um orçamento mínimo, e conseguiu compensar a falta de recursos com uma trama criativa e performance memorável de Essie Davis (Game of Thrones). O longa conta a história de Amelia (Davis) e seu filho Noah. Anos após a morte de seu pai, o garoto começa a sonhar diariamente com um monstro terrível, e ao encontrar o livro infantil chamado “The Babadook”, ele reconhece imediatamente a figura de seus pesadelos. O filme oferece uma reflexão interessante sobre doenças mentais, relação de mãe e filho e a racionalidade do medo.

Invocação do Mal

Fãs de terror sabem: Invocação do Mal já é a franquia de terror mais conhecida da atualidade. O que começou em 2013 com um ótimo filme de James Wan se tornou um verdadeiro universo compartilhado, com histórias de Annabelle, da Freira e muito mais. A Netflix conta com o filme original, que acompanha a história dos demonologistas e investigadores sobrenaturais Ed e Lorraine Warren em uma casa assombrada nos Estados Unidos. O filme combina sustos terríveis com uma história cativante e bem pesquisada.

Corra!

Corra! foi lançado originalmente em 2017 e se tornou um dos filmes mais elogiados do ano. Como é um filme de terror, a obra de Jordan Peele conseguiu um feito incrível: ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original. Corra! foi disponibilizado na Netflix no final do ano passado. Unindo terror, comédia e uma impactante crítica social, o filme conta a história de Chris, um jovem negro que embarca em uma viagem para conhecer os pais de sua namorada branca. O que deveria ser uma visita cordial se transforma em um verdadeiro espiral de loucura, reviravoltas e cenas impressionantes. O filme é um prato cheio até para quem não gosta de terror.