Netflix é vaiada em Cannes antes da exibição de Okja

Nesta sexta-feira (19), antes da exibição do filme Okja no Festival de Cannes, o público proferiu sonoras vaias no momento em que o símbolo da Netflix surgiu na tela.

Como se não bastasse, um problema técnico fez com que a sessão tivesse que ser interrompida cinco minutos depois de ter começado – fato que, naturalmente, atiçou as manifestações negativas dos espectadores presentes.

As vaias ocorreram em meio ao furor da controvérsia envolvendo a Netflix, que tem dominado parte considerável do notíciario relacionado ao festival deste ano.

O Festival de Cannes é um dos mais prestigiados e concorridos do mundo do cinema. Pela primeira vez, duas produções originais da Netflix fora escolhidas para a mostra. Okja foi uma delas. A outra foi The Meyerowitz Stories.

A controvérsia se deve ao fato dos filmes da Netflix não serem, em geral, lançados nos cinemas, mas apresentarem qualidade cinematográfica. O que representa uma forte rutpura nas formas de produção e consumo na indústria audiovisual.

Assim, surgem questões sobre a sobrevivência futura das salas de cinema e da experiência de assistir a um filme num espaço especialmente projetado para isso. O mundo cinéfilo nutre grande estima pelas salas de exibição.

A situação fez com que os organizadores do festival alterassem as regras para o evento do ano que vem, exigindo lançamentos prévios nos cinemas franceses de todos os filmes concorrentes.

O renomado diretor espanhol Pedro Almodóvar, que preside o júri de Cannes deste ano, já havia declarado se incomodar com a presença de obras não exibidas no cinema.

“As plataformas digitais são uma nova forma de oferecer palavras e imagens, o que em si é enriquecedor. Mas essas plataformas não devem substituir as formas existentes, como os cinemas”, disse o diretor à Holywood Reporter.

Já o ator Will Smith, que também é membro do juri em Cannes e já fez filmes para a Netflix, defendeu a empresa. “Eu tenho filhos de 16, 18 e 24 anos de idade em casa. Eles vão ao cinema duas vezes por semana, e eles assistem Netflix”, iniciou. “Há pouco conflito entre ir ao cinema e assistir Netflix”.

A 70ª edição do Festival de Cannes acontece entre os dias 17 e 28 de maio.