O australiano Joel Edgerton tem se destacado cada vez mais nos últimos anos. Teve performances elogiadas nos filmes Guerreiro (2011) e O Presente (2015), que ele também escreveu e dirigiu, além de sua atuação em Loving (2016), filme que foi indicado ao Oscar de melhor atriz (Ruth Negga) e à Palma de Ouro em Cannes.

Muitos não devem se lembrar, contudo, que ele integrou o elenco de Star Wars nos prelúdios Ataque dos Clones (2002) e A Vingança dos Sith (2005).

Seu personagem foi uma versão jovem do Tio Owen. Ele aparece bem pouco, mas ainda assim Edgerton é parte do universo Star Wars e, diante dos planos de Disney/Lucasfilms de fazer novos filmes derivados e antologias, ele acredita que pode voltar à franquia.


“Eu gosto da ideia de que o Tio Owen é um desses caras que fez muitas coisas super legais – mas não é de sair por aí se gabando”, disse o ator à Business Insider, durante entrevista de promoção do filme It Comes At Night.

O papel do personagem Tio Owen na saga como um todo não é pequeno: ele é o agricultor que criou Luke Skywalker depois que o pai deste cedeu ao Lado Negro da Força.

Um dos possíveis filmes derivados que os fãs da saga gostariam de ver seria centrado em Kenobi – e Ewan McGregor, que interpretou o personagem nos prelúdios, já declarou que quer fazer. É neste filme que Edgerton vislumbra uma chance de voltar a dar vida ao Tio Owen.

Contudo, ainda que não seja com o mesmo personagem, o ator manifestou vontade de voltar ao universo. Na mesma entrevista, ele disse que havia se encontrado no dia anterior com Colin Treverrow, diretor do Episódio IX, e disse que poderia “ser outra pessoa” na saga.

Resta aguardar para saber quais serão os desdobramentos de Star Wars depois do Episódio IX.

PUBLICIDADE