Prestes a lançar uma nova versão em 3D de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final, James Cameron declarou que fez uma mudança no icônico filme para o relançamento.

Na época, a sequência de O Exterminador do Futuro foi o filme mais caro já produzido: custou US$ 102 milhões de dólares. Valeu a pena, pois o longa foi um sucesso de público e crítica. O que seria então a mudança feita pelo diretor para o relançamento em 3D?

“Eu mudei como artista. Por que eu iria querer repensar o que eu estava pensando naquela época?”, declarou Cameron à Entertainment Tonight. A mudança feita por ele para a nova versão, então, não é nada substancial, trata-se apenas de um detalhe que vinha incomodando o diretor durante todo esse tempo.


Os fãs da franquia O Exterminador do Futuro certamente se lembram da cena de persequição em que T-1000 está atrás do jovem John Connor em um caminhão baixo. Quando o veículo sofre um impacto, o parabrisa salta para fora. No entanto, no próximo quadro, aparece de volta “magicamente”.

Trata-se, portanto, de um erro de montagem que acabou passando despercebido na época e será “consertado” na nova versão.

Confira o trailer abaixo: