Batman mata o Coringa

A saga em quadrinhos The Batman Who Laughs introduziu um Homem-Morcego que ninguém viu antes – incorporando seu arqui inimigo, o Coringa, Batman mata uma boa parte do universo DC na mais nova HQ especulativa da editora.

A saga se passa, é claro, em uma das Terras paralelas do multiverso, e foi criada pela dupla James Tynion e Riley Rossmo. No começo, vemos o Batman matar o Coringa, algo que ele jurou não fazer em Terras alternativas que conhecemos, uma promessa que é fundamental para seu equilíbrio moral como herói.

O Homem-Morcego descobre que ser morto na verdade era o plano de Coringa, que sabia que o assassinato transformaria o herói para sempre – não só em um sentido psicológico, mas também físico. A maioria dos químicos que transformou Jack Napier no Coringa estava concentrados no seu coração e pulmões, prontos para serem liberados em sua morte – assim, logo que mata o Coringa, Batman… se transforma nele.

Os químicos tomam conta de Bruce Wayne, e o Batman rapidamente se transforma em um maníaco homicida, matando sua própria família e acessando o quartel general da Liga da Justiça para ter acesso ao arsenal nuclear apocalíptico que está escondido por lá. Ao final da edição, o Batman transloucado diz que se arrepende apenas de poder acabar com o mundo somente uma vez.

Veja páginas da edição:

bat 1 bat 2

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: CINEMA | FAMOSOS | MÚSICA