Cara-Unicórnio

A história em quadrinhos Cara-Unicórnio, do artista gaúcho Adri A., terá tarde de autógrafos para lançamento de sua primeira edição no Ugra Press, em São Paulo, nesse sábado (14).

O personagem nasceu, segundo Adri, como uma forma de reinterpretar clichês dos quadrinhos de super-heróis em um contexto LGBT.

Petição pede para o Coringa ser retratado como gay nos quadrinhos


“Os personagens em destaque são gays, trans, lésbicas”, conta. “É verdade que já temos os X-Men, que retratam personagens que não se encaixam na norma, mas em uma sociedade tão intolerante com o diferente, quanto mais histórias melhor”.

O artista, que publica suas tirinhas em página do Facebook, procurou abordar “conflitos de ordem universal” na nova obra: fracasso, expectativa, amadurecimento. Dessa forma, as histórias servem também para o público não-LGBT.

Cara-Unicórnio será publicada através de crowdfunding, com a ajuda de 300 fãs do trabalho de Adri A. O livro conta com 152 páginas, que mostram quatro histórias completas do personagem.

Veja a capa: