Cuidado! Contém SPOILERS da HQ de The Walking Dead!

No trecho mais chocante da HQ de The Walking Dead, Rick Grimes foi baleado no meio da noite, por um assassino que o personagem não reconheceu. “O que você fez?”, dizia o protagonista, enquanto o sangue saía do seu peito.

Assim, encerrou-se a edição 191. Os fãs podiam até acreditar que nada aconteceria com o protagonista. Mas, o começo da HQ 192 da série mostrou ao contrário.


Um assassino enfurecido disparou mais tiros contra o protagonista, ao mesmo tempo que pedia desculpas pelo crime. Na manhã seguinte, Carl descobriu o corpo do pai, que pela posição dos braços, tentou ainda atirar contra o assassino, mas não conseguiu. Esse fato, com certeza, mudará The Walking Dead para sempre.

Na trama, os sobreviventes tinham acabado de descobrir Commonwealth, um grupo com várias comunidades, com os habitantes divididos em um polêmico sistema de classes. Mesmo assim, Rick e a governadora Pamela Milton tentaram criar uma aliança.

Aos poucos, Rick abraça uma causa rebelde, para tirar Milton do poder. É essa briga que o leva a morte. Sebastian, filho da governadora, é o responsável pelo assassinato de Rick. Por fim, Carl chora a morte do pai, que apesar de tudo, era apenas mais um homem.

Nas páginas da edição 192, o criador Robert Kirkman escreveu uma carta aos leitores. Ele explicou que a morte de Rick foi a mais longa a ser planejada. Desde a primeira edição, o quadrinista sabia como terminaria a história do herói de The Walking Dead.

A mensagem que fica clara é que ninguém sobrevive na história de The Walking Dead. Não há heróis imortais, o que deve continuar sendo um fator no restante da série.

A edição #192 de The Walking Dead está disponível.