Cuidado! Contém SPOILERS de Homem-Aranha #1!

Uma das apostas da Marvel para os próximos meses é ter J.J. Abrams, diretor de Star Wars, como escritor das histórias do Homem-Aranha. A série do cineasta, escrita ao lado do filho Henry e da artista Sara Pichelli, finalmente foi lançada e já trouxe mudanças na mitologia do herói.

A série promete introduzir um novo vilão, chamado de Cadaverous. A figura afirma que dará problemas não apenas para o Homem-Aranha, mas também para as pessoas ligadas a Peter Parker, como Mary Jane Watson.


A edição #1 foca na vida familiar de Peter. Para surpresa de todos, não é apenas um homem casado. O Homem-Aranha agora é pai de um menino chamado Ben.

A história fica ainda mais surpreendente. Quando o Homem-Aranha tem o primeiro confronto contra Cadaverous, Mary Jane é morta pelo vilão.

A trama dá um salto de 12 anos no tempo, com Ben já sendo um pré-adolescente. Peter, por outro lado, viaja bastante a trabalho e não é mais o Homem-Aranha. A revistinha termina com o gancho de que o filho do personagem assumirá o manto do herói.

Ben encontra a antiga roupa do Homem-Aranha em uma caixa na casa de Tia May. Nessa história alternativa, May sabe quem Peter Parker era.

Homem-Aranha #1 está disponível nas bancas de quadrinhos.