Cuidado! Spoilers de X-Men #1 abaixo.

Depois de House of X e Powers of X, escritas por Jonathan Hickman, os X-Men atingiram um status de superioridade com relação à raça humana no universo Marvel.

Além de terem se estabelecido na poderosa Ilha de Krakoa, os X-Men agora possuem o poder da imortalidade, o que teoricamente os coloca à frente de todos na nova era que se iniciou, mas a HQ X-Men #1 trouxe uma reviravolta inesperada a favor dos humanos.


Uma misteriosa cientista do Projeto Orchis pode ter em suas mãos não só uma máquina de ressurreição, mas também algo ainda mais mortal.

A HQ se abre com os X-Men atacando uma base da Orchis para salvar crianças mutantes capturadas, o que faz com que eles matem diversos soldados presentes no local. De maneira fria, uma das cientistas reage naturalmente ao massacre, revelando logo em seguida que ela tem – de alguma forma – a capacidade de ressuscitar os mortos.

Utilizando um misterioso cristal vermelho, a cientista traz seu marido de volta. Agora, resta saber do que se trata esse cristal e quais são os poderes que os humanos tem em mãos.

Atualmente existem duas teorias plausíveis para o cristal ressuscitador. Há chance dele ser um fragmento do cristal de M’Kraan (que tem o poder de alterar a realidade) ou até mesmo um cristal dos Shi’ar, que é o que o Professor Xavier utiliza para armazenar a alma dos X-Men mortos e trazê-los de volta em Powers of X.

De qualquer forma, as próximas edições devem revelar de fato qual é a extensão do poder dessa arma que os humanos têm em mãos.

X-Men #1 está disponível.