ALERTA DE SPOILERS

O Newsarama lançou uma prévia de Fallen Angels #1, revelando que Krakoa, ilha que agora é lar dos X-Men, pode ser muito mais sinistra do que os leitores da Marvel imaginavam.

A trama é estrelada por Kwannon, a assassina psíquica que agora adotou a identidade de Psylocke, e ela se abre refletindo sobre o mundo paradisíaco em que vive agora.


Embora Kwannon não ache isso nem um pouco perturbador, ela observa que até o sangue derramado traz uma nova vida em Krakoa.

A ideia de que flora e fauna se alimentam de sangue é bastante assustadora. Observe que o sangue derramado alimenta uma flor e que uma borboleta Krakoana é atraída para a ferida – talvez sentindo mais comida.

Isso é ainda mais preocupante, considerando que X-Force #1 revelou que Krakoa começou a evoluir predadores, criaturas que atacam mutantes.

Segundo Wolverine, ele estava caçando a criatura por vários dias, e isso deixou muitos ossos para trás. Presumivelmente, também havia derramado muito sangue, o que teria caído no solo de Krakoa e levado à criação de uma nova vida.

Também é bastante suspeito que Psylocke sinta que “cada respiração tem gosto de jasmim”. No Japão, o jasmim está fortemente associado ao tipo de templos que ela costumava frequentar.

Como tal, é difícil não concluir que Krakoa esteja manipulando o ambiente local na tentativa de deixar Psylocke à vontade. Tudo parece semelhante à armadilha da mosca de Vênus, uma planta carnívora que secreta néctar em suas folhas.

Os insetos são atraídos para as folhas, acionando os pêlos do lado de fora da armadilha, e eles se fecham para consumir suas presas. Parece que Psylocke não está se apaixonando por isso – mas o resto dos X-Men está.

Fallen Angels #1 chega às bancas de quadrinhos norte-americanas em 13 de novembro.