ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

À primeira vista, o título do mid-season finale de American Horror Story: Hotel, “She Gets Revenge” (Ela Consegue Vingança), pode se aplicar a um número grande de personagens: a Condessa (Lady Gaga), Alex (Chloe Sevigny), Sally (Sarah Paulson), Ramona (Angela Bassett)… a lista é enorme – mas, no final das contas, quem consegue vingança são Iris (Kathy Bates) e Liz (Denis O’Hare), preparando o terreno para uma épica batalha no Hotel Cortez para quando a série voltar em 2016 (veja aqui o trailer).

Liz e Iris


Até para os padrões de American Horror Story: Hotel, o começo do episódio foi sombrio. Um casal idoso aluga um quarto no hotel; a mulher tem câncer, e não tem muito tempo sobrando. Os dois decidem partir juntos, atirando na cabeça um do outro – Liz, ainda traumatizada pela morte de Tristan, também quer terminar com a vida, mas Iris a detém, lembrando-a que, se ela morrer com negócios não resolvidos dentro do hotel, ela estará presa lá para sempre.

Então, Liz resolve resolver o seu negócio não resolvido, que vem a ser o seu filho, para que os dois amigos possam cometer suicídio juntos. Com a ajuda de Miss Evers (Mare Winningham, entregando outra performance memorável), Liz traz seu filho, Douglas, para o Hotel Cortez.

A princípio, parece que Douglas não reconhece Liz, mas a bartender se surpreende quando percebe que o filho sabia quem ela era o tempo todo. E, apesar de uma certa amargura ainda permanecer quanto ao fato de Liz ter saído da casa da família, Douglas a aceita. Enfim, um personagem ganha um “final feliz”, e é gratificante ver Liz tão realizada pela primeira vez desde a morte de Tristan.

Com sua recém-encontrada paz, Liz vai falar com Iris, que já fez uma despedida em vídeo para seus “três seguidores do Instagram”. Liz convence Iris a não se matar, mas sim a fazer uma “saída triunfal” – mas mais informações sobre isso um pouco mais a frente.

Alex e John

Enquanto isso, Alex e John estão finalmente reunidos no Hotel Cortez. John tem incontáveis questões para Alex, mas pelo menos em uma coisa eles podem concordar: eles são os “piores pais do mundo”. No entanto, a maior preocupação dos dois no momento é que a Condessa descobriu sobre o fato de Alex ter transformado uma criança à beira da morte em vampiro. O pequeno sanguessuga e seus amigos estão criando caos em Los Angeles, e se Alex não cuidar disso, ela e Holden vão ter que pagar o preço.

Resumindo a história: eles encontram as crianças e, depois que Alex se oferece para tentar ajudar as doentes entre elas, todas concordam em voltar para o Hotel Cortez. Chegando lá, Alex e John as trancam junto com uma faminta Ramona, que se delicia: “Eu sinto o cheiro de aperitivos”.

Alex e John se reconectam, e Alex diz gostar “desse novo John”. Mas Sally está lá – ela sempre está lá. Ela tenta convencer John de que Alex nunca aceitaria o lado serial killer que existe nele, e até tenta mata-lo (mas falha). Alex reúne John com Holden e os três partem do Hotel Cortez, aparentemente como uma família unida. No entanto, Sally jura que matará John e toda a recém-reconciliada família.

A Condessa e Donovan

Finn Wittrock só esteve em Hotel para sofrer. Essa semana, outro dos seus personagens foi despachado, dessa vez pelas mãos de Donovan. Ao mesmo tempo, a Condessa mata Natacha, gritando: “Quem é a ratinha agora?”.
Mas a Condessa mesmo assim tem uma bagunça para limpar – visto que ela matou Will Drake (Cheyenne Jackson) dentro do hotel, mas ele ainda está por aí. Enquanto ela fala com um par de detetives sobre o “desaparecimento” do marido, Will entra na sala, a deixando surpresa. Will percebeu que a Condessa se casou com ele por conta do dinheiro, mas sua fortuna vai para seu filho. No entanto, a Condessa ainda é a guardiã legal da criança, e provoca Will dizendo que pode muito bem mata-lo ou transformá-lo em um “parente de sangue”.

Mais tarde, Donovan e a Condessa jantam juntos, e ele conta para ela sobre o destino de Valentino. A Condessa vai ver o cadáver, e ao observar a bela face desfigurada por uma bala, ela está devastada, e nós vemos mais uma vez emoção impressionante sair da atuação de Lady Gaga.

Ela confronta Donovan, que está celebrando sua vitória ao som de “Hotline Bling”, do Drake. Para a surpresa da Condessa, ele não foge dela, porque quer morrer, e especificamente pelas mãos de sua amada. Os dois dividem uma cena tremendamente emocional.

Mas calma aí! Lembram-se daquela “saída triunfal”? Iris e Liz entram no quarto com armas em punho e disparando descontroladamente na Condessa e em Donovan, as duas pessoas que mais as machucaram.

É claro, o episódio termina em um cliffhanger. Teremos que esperar até 2016 para saber o que acontece a seguir.