Sarah Wayne Callies destruiu os detratores do retorno de Prison Break, que dizem que a nova temporada da série é apenas uma forma de lucrar com a nostalgia dos fãs. Em entrevista ao Digital Spy, ela explicou porque isso tudo não é só pelo dinheiro.

“Eu tenho um trabalho”, comentou a atriz, que estrela a série Colony na USA. “Eu trabalho em uma série que eu amo. Todo mundo no elenco trabalha em novas séries agora. Então eu só queria voltar se acreditasse que tínhamos uma boa história para contar – e acredito que temos”.

“Eu fui a última a assinar contrato para voltar, porque queria ler roteiros antes e ter uma noção do porquê estávamos voltando. Não queria que fosse só porque alguém na Fox achou que daria dinheiro”, concluiu.


Assista ao primeiro trailer do retorno da série

Dominic Purcell recentemente adiantou detalhes sobre a quinta temporada de Prison Break em uma grande entrevista ao Deadline. Segundo o ator, a série abordará em seu retorno temas como terrorismo e ISIS – leia aqui.

Dominic Purcell agradece Wentworth Miller em carta após acidente no set

Com apenas nove episódios, a nova temporada de Prison Break começará anos depois da suposta morte de Michael Scofield (Wentworth Miller), com sua ex-namorada Sara (Sarah Wayne Callies) seguindo sua vida com o filho que teve com ele, ao lado seu novo marido (Mark Feuerstein). Quando uma pista sugere que Michael talvez esteja vivo, Sara juntará forças com Lincoln para arquitetar uma nova e grande fuga.

Dominic Purcell (Lincoln Burrow), Robert Knepper (T-Bag), Rockmond Dunbar (C-Note), Amaury Nolasco (Fernando Sucre) e Paul Adelstein (Paul Kellerman) retornam ao elenco de veteranos. As novidades são Augustus Prew (Kick-Ass 2), Rick Yune (Marco Polo) e a atriz israelense Inbar Lavi (The Last Ship).

Originalmente exibida entre 2005 e 2009, Prison Break teve quatro temporadas produzidas e foi uma das séries mais populares da história da TV americana.