A showrunner Melissa Rosenberg, de Jessica Jones, conversou com a The Hollywood Reporter e revelou que, assim que ela decidiu usar o personagem Luke Cage na primeira temporada de sua série, a Marvel já sabia que ele teria uma série própria.

“Era óbvio para mim que eu estava introduzindo um personagem que teria sua própria série no futuro. Ele não era meu para eu fazer o que quisesse com ele. Queria respeitar a mitologia e deixar tudo pronto para uma série solo, o que sempre foi o objetivo”, revelou.

“A participação de Luke na minha série era sobre como ele interage e o que ele significa para Jessica Jones. Esse não era ‘o show de Luke e Jessica’, era a história dela. Por isso não introduzi a história do personagem, sua mulher estando morta e tudo isso. Deixei isso para o pessoal da sala de roteiristas de Luke Cage resolveu”, riu ainda.


Luke Cage | Assista ao trailer da série para a Comic-Con 2016

Luke Cage | Veja o pôster da série para a Comic-Con

Luke Cage chegará à Netflix mundialmente no dia 30 de setembro. A primeira temporada contará com 13 episódios, sendo os dois primeiros dirigidos por Paul McGuigan (de Victor Frankenstein e da série Sherlock).

Luke Cage fará muitas coisas fantásticas na série, segundo ator

Série do Luke Cage será intensa e sombria, diz Mike Colter

Depois de um experimento sabotado lhe dar superforça e pele indestrutível, Luke Cage (Mike Colter), já introduzido na série Jessica Jones, torna-se um fugitivo tentando reconstruir sua vida no bairro de Harlem, em New York. Mas logo ele é arrastado para fora das sombras e tem que lutar uma batalha pelo coração de sua cidade, que o força a confrontar um passado que ele tinha tentado enterrar.

Conheça os personagens da série