Recentemente, Charlie Heaton foi anunciado como protagonista do filme O Homem Elefante, nova adaptação da BBC e muitos criticaram a escolha do ator, dizendo que o papel deveria ter ido para alguém com alguma deficiência.

Dentre aqueles que criticaram, está a organização Scope, uma associação de apoio a deficientes britânica. Phil Talbot, da Scope, declarou que a escolha é uma “oportunidade perdida” e mais um caso de “artistas deficientes tendo seus talentos desperdiçados”.

Além disso, Talbot criticou a falta de diversidade na indústria, quando se trata de atores deficientes.


“É decepcionante, por se tratar de um dos deficientes mais famosos da história. Uma oportunidade perdida que reflete a falta de diversidade da indústria. Atores deficientes ainda encontram grandes barreiras. A indústria criativa deveria estar abraçando e celebrando diversidades e diferenças, não ignorando-as”

Agora, em declaração ao Digital Spy, a equipe por trás do programa defendeu a escolha.

O Homem Elefante é um drama icônico que tem um papel importante em demonstrar as mudanças de atitudes em relação à deficiência física e estamos atualmente no processo de escolha de atores com deficiências para vários papéis chave”.

O Homem Elefante | Ator de Stranger Things protagonizará adaptação da BBC

Heaton viverá Merrick, um homem que nasceu com uma deformidade rara em seu rosto, e que foi tratado com aberração pela sociedade inglesa do século XIX. A BBC One produz uma adaptação de 2 partes, com 90 minutos cada.

Richard Laxton (Mum) foi contratado pela emissora para dirigir, enquanto Neil McKay ficará responsável pelos roteiros de ambas as partes.

A história de Merrick já foi contada no cinema por David Lynch em O Homem Elefante, clássico com John Hurt e Anthony Hopkins.

A adaptação da BBC ainda não tem data de estreia.