A 3ª temporada de Demolidor finalmente introduziu um dos vilões mais icônicos do Demônio de Hell’s Kitchen: O Mercenário, vivido por Wilson Bethel nos novos episódios.

Porém, o retrato do personagem é um pouco diferente daquele visto nos quadrinhos, e há um bom motivo. Em entrevista para o ComicBook.com, o showrunner Erik Oleson disse que precisou mudar a origem do personagem em decorrência de complicações com a Fox – além de ambições mais realistas para o vilão.

“Bem, se você viu a temporada agora, ele ainda não é o Mercenário completo. Tipo, ele não tem o seu – eu nem posso dizer a palavra adamantium porque a Marvel e a Fox e a Disney ainda não se mesclaram. Mas nos quadrinhos, obviamente, Mercenário tem habilidades que são aumentadas, e eu estava mais interessado em contar uma história psicológica e pé no chão sobre como uma pessoa real se torna o Mercenário, porque isso está alinhando não só com o tom e estilo que eu queria usar para a terceira temporada, algo entre a primeira temporada da série e Família Soprano, mas também me permite mante a série mais realista”, explica Oleson.


Demolidor | 3ª temporada é inspirada pelo cenário político atual, revela showrunner

Desparecido por meses, Matt Murdock (Charlie Cox) ressurge como um homem quebrado, questionando seu futuro como o vigilante Demolidor e advogado Matthew Murdock. Mas quando seu arqui-inimigo Wilson Fisk é libertado da prisão, Matt deve escolher entre se esconder do mundo ou abraçar seu destino como um herói, diz a sinopse da nova temporada.

Wilson Fisk vai voltar a ser o grande vilão de Demolidor. Na 3ª temporada, o herói estará questionando a sua identidade e a sua figura como advogado, optando por ser um justiceiro mais sombrio.

A último aparição de Demolidor foi em Os Defensores, onde na série da equipe de heróis, o personagem foi visto à beira da morte no último episódio.

A 3ª temporada de Demolidor já está disponível na Netflix.

Demolidor | Os easter eggs e referências da 3ª temporada