A série Yellowstone, com Kevin Costner, que recentemente foi renovada para sua segunda temporada, foi acusada de mutilar cadáveres de vacas para filmar algumas cenas.

A PETA alegou que os criadores da série retalharam várias vacas mortas para filmar uma cena. A Paramount negou as alegações (via The Wrap). A Peta ainda alegou que a equipe não foi avisada sobre essa prática e quando perguntaram por que vacas falsas não estavam sendo usadas, foram ignorados.

O “sangue e o cheiro eram tão ruins que era quase impossível lavá-los de seus corpos”, teriam dito alguns membros da equipe. A preocupação da PETA nesse caso é o desperdício e o risco de disseminação de doenças para os presentes no local, além da contaminação do meio ambiente.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Yellowstone | Série com Kevin Costner caubói é renovada para 2ª temporada

“A Paramount Network leva a segurança dos animais muito a sério e com o máximo de profissionalismo”, disse Kurt Patat, da Paramount Network, ao TheWrap. “A produção tomou as precauções necessárias para garantir a segurança dos animais e seu bem-estar no set. Todos os animais são monitorados no set por profissionais. Nós estivemos em contato com a PETA, que nos apresentou alegações imprecisas que fomos capazes de corrigir, incluindo que nenhuma vaca teria sido morta ou mutilada para a cena em questão”.

Yellowstone é escrita por Taylor Sheridan, conhecido pelos enredos violentos e sombrios de filmes como Sicario e A Qualquer Custo. A nova temporada terá 10 episódios.

Na trama, acompanhamos John Dutton (Costner), herdeiro de um rancho lucrativo e gigantesco nos EUA, que usa “todos os meios possíveis” para manter sua hegemonia na região.

O novo ano de Yellowstone ainda não tem previsão para ser lançado.

LEAVE A REPLY