Atenção! Contém spoilers de Narcos: México

Narcos: México | Entenda como as primeiras temporadas da série influenciam a nova trama

A primeira temporada de Narcos: México, lançada na Netflix no dia 16 de novembro, termina com uma revelação impressionante que pode dar origem a uma continuação da série.


No último episódio da série, o agente da DEA, Kiki Camarena, vivido por Michael Peña, encontra um final tenebroso. Ele é torturado e morto pelo Cartel de Guadalajara.

Eric Newman, showrunner da série, deu uma entrevista para o site The Hollywood Reporter sobre a reviravolta chocante e os planos para o futuro.

“Kiki Camarena foi o primeiro mártir da guerra às drogas. A colisão entre ele e o Patrão do cartel foi a melhor maneira para começarmos o capítulo mexicano dessa história”, afirmou Newman.

O criador da série também falou sobre seu trabalho de composição do personagem de Michael Peña.

“Nós conversamos com seus parceiros, sua mulher. Ele era um cara de convicções. Talvez porque ele era americano de descendência mexicana. E talvez porque ele via as ações dos cartéis como uma ameaça não apenas ao seu país, mas à sua cultura. Eu realmente acredito que ele tinha os melhores interesses do México em mente”, revelou Newman.

Narcos: México ainda não foi renovada para uma nova temporada.

O brasileiro José Padilha é produtor executivo do seriado. Enquanto isso, os criadores do seriado, Doug Miro e Carlo Bernard voltam como produtores executivos.

A quarta temporada de Narcos já está disponível na Netflix.