Em entrevista ao Digital Spy, Michael Peña admitiu que não assistia Narcos antes de conversar com o produtor Eric Newman sobre estrelar a quarta temporada.

Porém, o ator garante que ficou imediatamente fisgado pelo seriado.

“Mal podia acreditar na escrita, na narrativa… as atuações eram realmente incríveis. Assisti às duas primeiras temporadas dentro de uma semana e meia, e então assisti à terceira temporada depois disso, quando foi lançada dias depois”, disse.


Peña ainda falou de seu trabalho de pesquisa para interpretar Kiki Camarena, quando se encontrou com diversas pessoas ligadas ao agente secreto.

“Eu tive muita dificuldade para entender que tipo de pessoa realmente faria isso”, explicou. “Que tipo de pessoa colocaria sua vida em risco, por quase nenhum dinheiro, para parar esses caras?”

“Kiki daria um passo à frente da injustiça e tentaria impedir os cartéis por qualquer meio necessário. Ele era exatamente aquele tipo de sujeito que não conseguia dormir à noite se a justiça não fosse cumprida.”

Narcos | Guerra às drogas no México é o foco no novo pôster

No novo ano, Narcos começará uma história no Cartel de Guadalajara, acompanhando a ascensão de Félix Gallardo (Diego Luna, de Rogue One: Uma História Star Wars) como o maior traficante mexicano. Já Michael Penã fará o papel do agente da DEA Kiki Camarena, responsável por tentar derrubar o criminoso.

O brasileiro José Padilha é produtor executivo do seriado. Enquanto isso, os criadores do seriado, Doug Miro e Carlo Bernard voltam como produtores executivos.

Narcos retorna à Netflix no dia 16 de novembro de 2018.