A Netflix realizou uma coletiva de imprensa da série documental Vai Anitta ainda na segunda-feira (12) com a estrela da produção. Na ocasião, a cantora tocou em um assunto delicado da sua vida.

Anitta explicou que a produção demorou mais tempo do que o esperado porque ela teve uma crise de depressão. A cantora ainda contou que os fãs perceberão um pulo drástico entre períodos da série.

“A gente teve um gap de quando a gente gravou Check Mate. Acontece que nesse meio tempo eu tive uma crise de depressão muito grande, então a gente tem um vácuo. Era um momento que eu não conseguia gravar, não conseguia ter câmera perto, então a série levou um pouco mais de tempo por conta disso”, revelou a cantora.


A famosa também relatou que contou com a colaboração de toda a sua equipe no momento difícil.

Vai Anitta | Cantora abre seu dia-a-dia fora dos palcos em série da Netflix

“Fiquei três, quatro meses sem conseguir assimilar. E minha equipe sabe como sou, se eles tocassem sem que eu estivesse em condições de acompanhar, eu não ia ficar feliz. Então todo mundo parou e ficou me esperando voltar ao normal para dar continuidade”, declarou Anitta.

Na docussérie de seis episódios, as câmeras têm acesso irrestrito e sem censura aos bastidores da agitada rotina da famosa: dos shows no Brasil às viagens pelo mundo, passando pela interação com os fãs nas redes sociais e sua vida pessoal e os avanços na carreira internacional.

O seriado tem produção da Netflix e da produtora Shots Studios, que pertence a John Shahidi, que gerencia a carreira da cantora brasileira.

Vai Anitta estreia no dia 16 de novembro, na Netflix.