A Sony está descontinuando o Crackle na América Latina, incluindo, é claro, o Brasil, de acordo com o Hollywood Reporter.

O serviço de streaming interromperá as operações na região em 30 de abril.

“O Crackle na América Latina não é sustentável no atual ambiente local altamente competitivo”, disse Keith Le Goy, presidente mundial de distribuição da Sony.


Black Mirror: Bandersnatch | Netflix revela qual é o cereal mais escolhido entre os espectadores

O Crackle serviu como um serviço de assinatura na América Latina, enquanto o seu equivalente nos Estados Unidos operou gratuitamente, sendo apoiado por anúncios.

Dezessete funcionários serão demitidos como parte do fechamento do Crackle na América Latina.

A paralisação ocorre alguns meses após o fechamento do Crackle no Canadá, em junho.