O episódio 300 de Supernatural deixou os fãs da série com muitas dúvidas. A principal delas envolve o retorno de Jeffrey Dean Morgan, que vive o pai dos Winchester, John.

CONTÉM SPOILERS

Em Lebanon, os Winchester resolveram um caso que os colocou sob posse de uma pérola que realiza o maior desejo do coração de quem a domina. Dean a usou para tentar se livrar de Miguel, mas o efeito causa uma surpresa: seu pai, John (Jeffrey Dean Morgan), aparece no bunker.


Só que essa volta tem uma pegadinha: John foi tirado do passado, de 2003, diretamente para 2019. O que pode ser definido como uma viagem no tempo. Para o Digital Spy, o showrunner de Supernatural, Andrew Dabb, explicou se isso pode mudar a cronologia ou a história da série.

Ao final do capítulo, John volta ao passado e acredita que tudo foi um sonho. Mesmo assim, a pergunta que fica é se as informações apresentadas a ele podem, mesmo assim, afetar em algo Supernatural.

Supernatural | Saiba como o pai dos Winchester retornou no episódio 300

“Eu acho que iria criar alguns problemas para nós, a viagem no tempo, se ele se lembrasse de tudo. Ele pensa que é um sonho. Não muda a história dele, não muda a nossa, mas eu quero acreditar que muda um pouco, em questão de ele pegar mais leve com Sam e Dean no passado”, descreveu o chefe da série.

Na concepção de Dabb, o capítulo 300 pode explicar uma mudança vista nas primeiras temporadas da série.

“O John que vimos na primeira temporada não é o John que nós conversamos quando Sam se foi. Aquele John era muito mais durão… e eu gosto de pensar que esse sonho, essa experiência, marca um ponto de virada”, explicou o showrunner.

A 14ª temporada de Supernatural está em exibição. No Brasil, a Warner Channel transmite os episódios durante as terças, às 21h40.