A segunda temporada de The AO finalmente chegou e trouxe mais elementos para a história de Prairie e suas experiências em uma espécie de multiverso.

Como a série possui diversas nuances e temas são abordados, resolvemos ajudar você a entender como as novas ideias da série foram inseridas e seu misterioso final.

The OA | Crítica – Parte 2


O Multiverso e a mente humana

O Multiverso é uma teoria que diz que cada decisão em nossa vida cria uma nova linha do tempo, pois podemos ter diversas decisões sendo feitas ao mesmo tempo. A 2ª temporada da série abraça esse conceito, mostrando que as experiências de pós-morte de Prairie foram uma forma de ter contato com esse multiverso. Além disso, há um local específico onde é possível acessar essas diversas linhas do tempo.

Humanos que entram no multiverso

A maioria dos humanos tem contato com o multiverso de forma inconsciente, mas Prairie foi além disso: ela conseguiu tomar conta de uma das suas versões nessas dimensões e comandar suas ações.

O que acontece quando se possui o corpo de outra pessoa?

Quando se possui o corpo de outra pessoas nesse multiverso, é possível ter controle total sobre o corpo dessa nova pessoa, algo que Prairie faz. Entretanto, há casos que não são assim. A série mostra que pessoas com transtorno de personalidade na verdade estão a todo momento sendo possuídas por diferentes versões de si mesma.

O final da temporada

No final da temporada, Prairie acaba indo parar em uma dimensão em que ela é de fato uma atriz trabalhando em uma série de TV – o que é surpreendente. É nessa realidade em que Marlin acaba sendo ferido e levado às pressas para o hospital. Marlin então começa a não conseguir distinguir a série de TV de sua própria realidade, indicando que, como Prairie, ele também foi parar na nova dimensão.