Euphoria, a nova série da HBO, traz muito material explícito, como uso de drogas, nudez frontal, mas há coisas que a emissora preferiu cortar do programa.

De acordo com Barry Levinson, criador da série, e Zendaya (via THR), os executivos do canal optaram por cortar duas cenas em específico.

Uma foi a cena de abertura da série, que na versão final mostra a personagem de Zendaya narrando seu próprio nascimento. Vemos um bebê em CGI ainda no útero da mãe.


Levinson queria começar com uma cena que iniciava nas luzes da sala de hospital e fosse em direção à vagina da mãe da personagme de Zendaya.

“Eles ficaram tipo, ‘nah, você não pode começar desse jeito'”, disse Levinson. “Eu pensei, ‘é uma batalha que não preciso lutar agora'”.

Eles já tinham gravado a cena, no entanto, e a atriz Nika King, que vive a mãe de Zendaya, disse que outra atriz atuou como dublê para retratar as partes mais íntimas. “Sua vagina foi creditada, não se preocupe”, brincou a atriz. “Está no IMDb Pro, eu prometo”.

A emissora ainda optou por encurtar uma cena do segundo episódio, que traz dúzidas de garotos do ensino médio pelados. O que foi ao ar é uma versão mais curta da cena, incluindo “tipo, mais de 80 pênis”, disse Levinson.

Euphoria está em exibição na HBO.