Um dos episódios mais emocionantes da décima quinta temporada de Grey’s Anatomy foi “Silent All These Years”, que abordou a triste realidade do estupro e abuso sexual.

No episódio, uma paciente é admitida no Grey Sloan Memorial Hospital após ser violentada brutalmente.

Em entrevista no festival ATX de televisão, a roteirista Elisabeth Finch explicou que o episódio devastou emocionalmente equipe e elenco.


“O episódio nos destruiu. Acho que não existe uma mulher que não foi tocada por esse episódio. Nós sentimos coletivamente que o mundo estava entendendo que consentimento era irrelevante, e queríamos combater essa crença o mais rápido possível”, afirmou a roteirista.

A mensagem também provocou uma mudança na história de Jo Karev. A personagem se reencontrou com sua mãe, e descobriu ser concebida por um estupro.

Grey’s Anatomy já foi renovada para mais duas temporadas.