Jim Parsons acaba de entrar em uma nova fase da vida. Depois de 12 anos, o ator deixou de ser o Sheldon, de The Big Bang Theory, comédia que chegou ao fim.

No horizonte, está a adaptação da peça The Boys in the Band para Netflix. As gravações começam em julho, com o renomado Ryan Murphy na produção executiva.

Para Variety, o famoso explicou a decisão para mudança na carreira. O fim de The Big Bang Theory está ligado com a vontade de Jim Parsons, que não queria mais estrelar a comédia.


“Não importa o quão bem-sucedido você é, mesmo que você tenha sucesso nos filmes, você não fica aparecendo no mesmo estacionamento por 12 anos. Não é assim que uma pessoa em uma profissão criativa se comporta. Muitas pessoas almejam essa estrutura, então agora eu vejo como isso pode causar alguns furacões no coração”, filosofou o astro.

Mesmo que tenha se despedido da versão original de Sheldon, Jim Parsons construiu uma grande base de fãs. Os espectadores devem continuar curtindo o personagem em Young Sheldon, série derivada que acompanha a infância do nerd.

“Eu interpretei tudo que eu pude com esse personagem, algumas pessoas possivelmente poderiam ter seguido por mais tempo – eu nem digo em nossa série, mas nesta relação com o personagem. Mas, eu sinto que nós sempre torcemos para o material ser o que foi”, explicou Parsons.

Em The Boys in the Band, um grupo de homens gays sairá para uma noite de diversão, ao mesmo tempo em que lutam contra a sociedade. Parsons descreve que o seu personagem “estará nadando o mais rápido que pode para ficar sobre a água do seu psicológico torturado e dos seus sentimentos de ódio”. O ator ainda descreve que o personagem “não consegue ser bem-sucedido” porque “ninguém conseguiria por muito tempo”.

O elenco do longa ainda trará Zachary Quinto, Andrew Rannells, Matt Bomer, Charlie Carver, Robin de Jesus, Tuc Watkins, Michael Benjamin Washington e Brian Hutchison.

The Boys in the Band chega em 2020 na Netflix.

Mais sobre séries em Observatório de Séries