A promotora Linda Fairstein está começando a enfrentar as consequências de seu envolvimento no caso dos ‘cinco do Central Park’, graças ao lançamento da minissérie Olhos que Condenam, de Ava DuVernay, lançada na Netflix.

De acordo com o IndieWire, Fairstein “uma das figuras centrais responsável pela injusta condenação e encarceramento” de Korey Wise, Antron McCray, Kevin Richardson, Raymond Santana e Yusef Salaam “está rapidamente sendo removida, ou pedindo demissão de cargos em bancadas, grupos, dentre outros”.

Além disso, livrarias estão sendo aconselhadas “a pararem de anunciar os livros baseados em crimes da vida real baseados em seu tempo como promotora”.


Estrelada por Michael K. Williams, Vera Farmiga, John Leguizamo e Felicity Huffman, Olhos que Condenam começa em 1989, quando cinco adolescentes do Harlem foram condenados injustamente pela mídia e depois duas vezes nos tribunais pelo estupro brutal de uma atleta no Parque de Nova York. Somente em 2014, Santana, Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam e Korey Wise tiveram seus nomes finalmente limpos.

Olhos que Condenam está disponível na Netflix.