No ar desde 2005, Criminal Minds é uma das séries mais assistidas da TV americana. Depois de quase 15 anos no ar, a série da CBS acumulou diversas histórias dentro e fora das telas. Desta vez, vamos falar dos bastidores da série, indo desde os mais simples até os mais obscuros.

O Looper listou 10 segredos do elenco de Criminal Minds.

Thomas Gibson saiu da série por ter agredido um produtor

O ator Thomas Gibson, que interpretava Aaron Hotchner, esteve em Criminal Minds desde o início, até a sua conturbada saída em 2016. Ele estava dirigindo um episódio da 12ª temporada quando acabou perdendo a paciência com Virgil Williams, chutando-o no queixo. O CBS demitiu o ator alguns dias depois do ocorrido.


Mandy Patinkin criticou a série depois de sua saída

Em 2007, Mandy Patinkin saiu de Criminal Minds com a justificativa de que precisava dedicar mais tempo à família. Porém, em 2012, o ator deu uma entrevista dizendo que “o maior erro público” que ele havia cometido em sua carreira. Ele também criticou a violência na série, e afirmou que ela estava sendo destrutiva para sua “alma e personalidade”.

O diretor de elenco que cobrava por testes

Scott David, o experiente diretor de elenco de Criminal Minds, foi demitido em 2016 depois da divulgação de um escândalo que envolvia diversos diretores de elenco. No esquema, David vendia seus serviços para atores com dificuldade em conseguir papéis, dando uma espécie de curso pago para ajudá-los a passar em testes.

Matthew Gray Gubler se machucou de verdade

Durante a 5ª temporada de Criminal Minds, Spencer Reid, interpretado por Matthew Gray Gubler, leva um tiro na perna e precisa andar de muletas. Acontece que essa cena teve de ser inserida na série por conta de um acidente real, á que o ator Matthew Gray Gubler deslocou o joelho dançando e precisou utilizar muletas durante as gravações da série.

Derivados que fracassaram

A fórmula bem sucedida de Criminal Minds fez com que a série ganhasse dois spin-offs ao longo dos anos. Curiosamente, nenhum dos dois deu certo. Criminal Minds: Suspect Behavior durou apenas 13 episódios e Criminal Minds: Beyond Borders durou 26.

Séries derivadas são sempre riscos calculados, ou seja, os canais sabem que elas provavelmente farão sucesso. O caso de Criminal Minds é bem raro e os spin-offs realmente não conseguiram emplacar.

Um ator convidado roubou uma fortuna de Shemar Moore

Shemar Moore, de Criminal Minds, criou uma fundação chamada Baby Girl, que ajuda pessoas vítimas de esclerose. Durante a 8ª temporada da série, o ator Keith Tisdell participou de uma cena com Moore e os dois se tornaram grandes amigos. Amigos ao ponto de Tisdell ser convidado a participar da fundação Baby Girl.

Infelizmente, a história terminou trágica para o astro de Criminal Minds, já que Tisdell acabou preso por roubar US$ 61 mil da fundação de Moore, que ficou extremamente magoado com a traição do amigo.

Alguns fãs não gostavam de Jennifer Love Hewitt

Quando Jennifer Love Hewitt entrou para Criminal Minds em 2014, nem todos os fãs gostaram da participação da atriz. Os “haters” da atriz chegaram inclusive a criar uma petição pedindo a saída dela da série, afirmando que introduzir um novo personagem na trama atrapalharia as outras histórias.

No fim, o impasse se resolveu quando Jennifer Love Hewitt deixou Criminal Minds para cuidar de sua gravidez em 2015.

Baby Girl

No meio de toda a violência e suspense de Criminal Minds, os flertes divertidos de Derek Morgan (Shemar Moore) e Penelope Garcia (Kirsten Vangsness) sempre destacaram. O que muitos fãs não sabem, é que essa brincadeira surgiu entre os dois atores durante a 1ª temporada, enquanto conversavam no telefone. Os dois acharam Moore gostou tanto da brincadeira com “Baby Girl” que isso acabou se tornando uma marca registrada da série, que se mantém até hoje.

A série não é tão real assim

A Unidade de Análise Comportamental, divisão do FBI retratada em Criminal Minds, existe de fato no mundo real, mas seu trabalho é bem diferente do que o que é retratado na série.

Na realidade, os casos destinados a UAC são em sua grande maioria casos de escritório, ou seja, sem grande necessidade de ir à campo. Além disso, casos da UAC são resolvidos durante vários meses e não em apenas uma semana, como acontece em Criminal Minds.

Kirsten Vangsness é mais do que uma atriz em Criminal Minds

Kirsten Vangsness, que interpreta Penelope Garcia em Criminal Minds, não é apenas uma atriz da série. Além de ter dirigido diversos episódios, Kirsten Vangsness também já atuou como co-roteirista da série, chegando inclusive a escrever cenas para a sua própria personagem durante a série.

A 14ª temporada de Criminal Minds terminou recentemente. A 15ª temporada da série será a última.