The Vampire Diaries foi um sucesso instantâneo quando lançada em 2009. Além de ajudar a popularizar o gênero dos vampiros, ficando no ar até 2017, ainda começou um universo de seriados – que conta com The Originals e Legacies.

No entanto, a série poderia nunca ter acontecido. A revelação foi feita pela criadora Julie Plec e pelo showrunner Kevin Williamson em entrevista à Entertainment Weekly.

“Havia todo sucesso de Crepúsculo e então surge uma série que poderia colocar em dúvida a tendência com vampiros. Eu não queria fazer parte do fim. Quem saberia quando tempo isso teria até acabar?”, primeiro revelou Williamson.


A decisão de fazer a série foi tomada por Julie Plec. A escritora sabia que não podia perder a chance.

“Eu disse ‘Vou fazer’ porque eu nunca tinha criado minha própria série, então eu faria qualquer coisa. E Kevin disse então, ‘Certo, vamos fazer juntos'”, relembrou a criadora do universo de vampiros na TV.

Vale notar que a série é baseada na série de livros de LJ Smith. Williamson também não tinha gostado de que as histórias eram parecidas com Crepúsculo – que teve as histórias lançadas depois na literatura. No entanto, Julie Plec convenceu o parceiro a fazer adaptações próprias dos personagens, o que funcionou.

Atualmente, esse universo continua com a derivada Legacies. A segunda temporada chega em 10 de outubro nos EUA.