A Netflix contra-atacou na guerra das plataformas de streaming e fez uma grande aquisição nesta segunda, 16. O serviço poderá contar com a clássica comédia Seinfeld em seu catálogo. 

A plataforma de streaming confirmou no Twitter a informação do jornal Los Angeles Times sobre a aquisição dos direitos globais da clássica comédia. A plataforma fechou um acordo com a Sony. Todos os episódios de Seinfeld serão disponibilizados para os Estados Unidos e “para a maioria dos 151 milhões de assinantes do serviço ao redor do mundo”. 

O contrato da Netflix e da Sony terá duração de cinco anos. No entanto, há uma observação: o acordo só vale a partir de 2021, então ainda demorará um pouco para comédia ficar disponível na plataforma. 


“Todos os 180 episódios da vencedora do Emmy Seinfeld estão vindo para Netflix – no mundo inteiro – a partir de 2021”, comemorou a plataforma.

Os números do acordo não foram revelados. Mas, o Los Angeles Times acredita que o valor é acima do contrato é de mais de US$ 500 milhões para garantir os direitos de Seinfeld ao redor do mundo. 

O acordo da Netflix vem logo após a plataforma saber que não contará mais com Friends nos Estados Unidos, que irá para a WarnerMedia – com plano para um próprio serviço de streaming, e ficar também sem The Office, que irá para o serviço da NBCUniversal – a comédia não é da Netflix no Brasil. 

Atualmente, Seinfeld está com o Hulu nos EUA e na Amazon em muitos países. As empresas, assim, perderão o controle da comédia clássica. 

A comédia de sucesso saiu do ar em 1998, após nove temporadas. A série acompanha o grupo de quatro amigos solteiros formado por Jerry Seinfeld, George Constanza, Elaine Benes e Cosmo Kramer.

Os personagens precisavam lidar com situações do cotidiano em Nova York. Seinfeld foi criada por Jerry Seinfeld, único que dava o seu nome ao personagem, e Larry David, que viveu George Steinbrenner na comédia.