Sem uma biblioteca robusta de programas licenciados disponíveis no lançamento, o serviço de streaming da Apple, chamado Apple TV+, lutará para se estabelecer em uma arena cada vez mais lotada de competidores.

Segundo a empresa de análise de dados Jumpshot, o Apple TV + apresenta pontos fracos significativos. Outros serviços de streaming têm bibliotecas de conteúdo comprovado e existente. The Office, da NBCUniversal, por exemplo, foi o principal título da Netflix nos últimos anos. Por outro lado, o Apple TV+ não licenciará títulos de produtores terceiros e contará apenas com uma pequena biblioteca de originais no lançamento.

Para piorar a situação, segundo Jumpshot, o mercado está cada vez mais competitivo. A participação de mercado da Netflix está em declínio, e há intensa empolgação com novos competidores como o Disney+. O CEO da Jumpshot, Derren Baker, resumiu sua avaliação:


“A Apple fixou o preço de seu novo serviço de streaming por apenas US$ 4,99 por mês, e esses dados ajudam a mostrar o porquê. A Apple terá que competir não apenas com os serviços existentes, mas com novas plataformas de gigantes como Disney, NBCUniversal e WarnerMedia. Não é apenas o mercado de streaming da Netflix”, disse.

Nos Estados Unidos, o Apple TV+ estreia em 1º de novembro.