Segundo um artigo acadêmico publicado pela Universidade de Washington, Bob Esponja é um desenho de contornos “racistas” e “violentos”.

O trabalho foi publicado pela pesquisadora Holly M. Maker, e tem o título “O Inquietante Bob Esponja e o Legado da Violência na Fenda do Bíquini”.

“O Bob Esponja e os seus amigos normalizam a perspectiva colonialista de posse de territórios indígenas enquanto expulsam os nativos da Fenda do Biquíni”, afirma o texto.


Segundo a pesquisadora, a caracterização do desenho remete às atividades militares conduzidas pelos Estados Unidos contra a população do Pacífico.

Além disso, Maker chama a atenção para temas como apropriação cultural e colonialismo

Bob Esponja completou 20 anos em junho deste ano.