A Netflix anunciou nesta quinta-feira (14) que vai reeditar o documentário O Monstro Ao Lado após críticas do primeiro ministro polonês Matusz Morawiecki e uma carta oficial enviada ao CEO da plataforma.

A série documental acompanha o julgamento de John Demjanjuk, um aposentado acusado de ter servido como um notório guarda de campos de concentração durante a Segunda Guerra, conhecido como Ivan, o Terrível.

As críticas do primeiro ministro polonês vieram após a série apresentar um mapa que mostra um dos campos de concentração nazistas dentro das fronteiras do que hoje é a Polônia.


“Nós estamos orgulhosos de O Monstro Ao Lado e ficamos do lado dos cineastas, da pesquisa e do trabalho. Para darmos mais informação aos espectadores e evitarmos qualquer mal entendido, nos próximos dias vamos edicionar legendas em alguns dos mapas mostrados na série. Elas vão deixar claro que os campos de concentração e extermínio localizados na Polônia foram construídos e operados pelos nazistas alemães, que invadiram e ocuparam o país de 1939 a 1945”, afirma a nota oficial emitida pela plataforma.

O Monstro Ao Lado está disponível na Netflix.