Arlequina, do DC Universe, apresenta uma paródia perfeita da performance de Tom Hardy como Bane em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Embora a nova série animada, que oferece uma visão distorcida dos vilões mais populares da DC Comics, não seja surpreendente após o primeiro episódio hilário, esta é a primeira vez que o programa busca uma interpretação particular.

Criado pelo editor Dennis O’Neil, pelo artista Graham Nolan e pelos escritores Chuck Dixon e Doug Moench em 1993, Bane causou um grande estrago quando foi introduzido na mitologia do Batman. Nascido em uma prisão e condenado a cumprir a sentença da qual seu pai havia escapado, o filho conhecido apenas como Bane ficou forte e ficou ainda mais poderoso depois que se tornou o único sobrevivente de um experimento envolvendo um super esteroide conhecido como Veneno.

Atormentado por imagens de um demônio-morcego em seus sonhos desde a infância, Bane viajou para Gotham City quando soube da existência de um “Homem Morcego” e ficou determinado a provar sua força e astúcia “quebrando o morcego”.


Voz inconfundível

Embora Bane seja hoje considerado um dos mais temíveis inimigos do Batman nos quadrinhos da DC, a maioria das tentativas de adaptá-lo a outras mídias fracassou. As esperanças eram altas com base nas primeiras fotos de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, onde ele foi interpretado pelo imponente ator inglês Tom Hardy.

Embora Hardy tenha gostado bastante do papel, ele também inspirou várias paródias, principalmente em torno de sua voz, comparável à do Barão Ünderbheit, de Os Irmãos Aventura.

Essa voz agora infame e muitas vezes parodiada é perfeitamente capturada pelo comediante e impressionista James Adomian, que fornece a voz de Bane em Arlequina e talvez seja mais famoso por dublar Stuart em BoJack Horseman. Este Bane pode usar a familiar máscara do traje dos quadrinhos da DC, mas ficou claro de quem ele deveria estar tirando sarro.

Bane: o idiota

Resmungando com um sotaque indeterminado, este Bane telefona para Coringa para informá-lo de que Arlequina apareceu em uma festa da Legião do Mal e está parecendo muito bem após o término.

Este Bane é apresentado logo no segundo episódio de Arlequina, aparecendo numa sala da sede da Legião do Mal, onde diz coisas como “Gotham deve ser punida por suas transgressões” com uma voz comicamente parecida com a de Tom Hardy. Mais tarde, vemos um flashback de Bane em um evento noturno organizado por “Wild N ‘Wacky Wings”, onde ele adivinha incorretamente que o Dallas Cowboys venceu mais jogos no Gotham Stadium.

Em resposta, ele murmura, “Eu vou explodir o Gotham Stadium”, claramente falando sobre sua façanha em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, onde ele fez exatamente isso. Ironicamente, a resposta correta para a pergunta era o Pittsburg Steelers, que é a equipe da vida real que apareceu na cena em que Bane explode o estádio em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

Apesar de sua super força, Bane, de Arlequina, é tão poderoso quanto sua voz sugere. Ele silenciosamente jura vingança contra todos que o zombam ou o fazem parecer estúpido, o que sugere que ele provavelmente jurou vingança contra 75% do mundo.

Ele também é intimidado por seus colegas vilões da DC, particularmente o Coringa. Esse Bane pode estar muito longe do gênio tático visto em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, mas ele ainda é melhor que o bruto que serviu como capanga de Hera Venenosa em Batman e Robin.