ALERTA DE SPOILERS

The Witcher segue a história do bruxo Geralt de Rívia (Henry Cavill). O protagonista é conectado diretamente com Ciri (Freya Allan), por ser a criança prometida para ele por conta da Lei da Surpresa.

Agora, o Screen Rant argumenta que a história de Geralt na série da Netflix pode ser um pouco mais complicada. Para o site, o personagem também é uma Criança Surpresa.

Isso explicaria o fato de Geralt ser entregue pela própria mãe para ser transformado em um bruxo. Como é contado na série, as crianças sofrem mutações para fazerem parte dessa classe.


Geralt como Criança Surpresa

Na série da Netflix, a história da Lei da Surpresa é apresenta no capítulo 4, que tem o título de Of Banquets, Bastards and Burials. O episódio é uma adaptação do conto A Question of Price.

Geralt está no banquete em que a Princesa Pavetta escolhe o noivo dela. Quem aparece, invocando a Lei da Surpresa, é Duny, o único pretendente que a família real não queria – com exceção de Pavetta, claro.

Por ter salvo a vida do Rei Roegner, Duny ganhou o presente da Lei da Surpresa. No banquete, Geralt até ajuda o homem amaldiçoado a receber o que é seu por direito.

Na série, Geralt faz isso porque acredita no destino. Mas, nos livros de Andrzej Sapkowski, o personagem toma a atitude porque sabe que é uma Criança Surpresa.

Nos livros, é fortemente implicado que a Criança Surpresa é alguém “escolhida pelo destino”. Nesse caso, o de Geralt era o de se tornar um bruxo.

The Witcher na Netflix

“O mutante Geralt de Rívia é um caçador de monstros que luta para encontrar seu lugar num mundo onde as pessoas muitas vezes são mais perversas que as criaturas selvagens”, afirma a sinopse da série.

The Witcher está disponível na Netflix. A série está renovada para 2ª temporada, que chega em 2021.